Rússia, terra de deliciosas massas!

Quando se pensa em Rússia, nos vem à cabeça estrogonofe (que aliás eu já falei sobre), Ballet, Putin e, claro, Copa da Rússia 2018.

Para sair um pouco desses estereótipos, quero falar sobre as massas russas, afinal, as massas não são apenas especialidade dos italianos, até porque não foram eles os criadores, sorry.

pasta-la-vista-baby

Coloquei esse meme só porque achei legal.

Encontrei um atelier de massas russas em São Paulo, o Nostrôvia. A responsável é a Olga Vereiski, filha de russos, que já falou aqui no ECH sobre o verdadeiro estrogonofe russo. No entanto, a especialidade dela são as massas, mais especificamente o Pelmeni de Carne (em russo: пельмени) e o Varênique de Batata (em russo: варе́ники). “A gente acha que só italiano faz massa, mas a russa é diferente da italiana”, explicou a Olga.

PUTINESCA

Adoro uma piadinha infame!

Ela explicou que é uma massa fresca congelada. Ferve-se água com sal e se coloca ainda congelada para cozinhar. Assim que levantar novamente a fervura e subirem, está pronto. Um prato simples, gostoso e fácil de fazer, mas a Olga pondera que é facil para quem compra, pois o preparo da massa é bem trabalhoso, já que é artesanal. “Tanto o Pelmeni quanto o varênique são fechados um a um, a mão”.

Estou escrevendo esse texto com fome, pois já está perto do horário de almoço, então tá difícil.

Deem uma babadinha nesta foto:

 

nostrovia 2

Pelmeni de carne. Foto: Nostrôvia

E mais outra nesta:

 

nostrovia 1

Varênique de batata. Foto: Nostrôvia.

Os recheios, como dizem os nomes, são carne a batata. A culinária russa é bem variada, com muitos vegetais, como batata, beterraba, repolho e berinjela, além de carne e peixes. “A comida russa é, no geral, muito saudável e diferente dos nossos padrões, devido aos temperos. Usam muitos vegetais, o que tiver disponível, além de fazerem muitas conservas”, contou a Olga. A grande extensão do território contribui para essa diversificação. Outra característica é que é muito aromática, mas, no geral, não é apimentada. Um dos temperos mais usados é o Dill, também chamado de Endro ou Aneto.

Nesta época de Copa do Mundo muitos têm procurado o Nostrôvia para conhecer estes sabores, além dos admiradores antigos. “Conheci uma moça que viajou para a Rússia e voltou de lá viciada em pelmeni, ela sempre nos procura”.

Atualmente, o Nostrôvia é o único representante exclusivo da culinária russa em São Paulo, até há restaurantes que servem pratos russos, mas não são sua especialidade.

Não vou mentir, ainda não provei as massas do Nostrôvia (pelo menos até a data desta publicação). Entretanto, foram muitos os elogios que vi e ouvi, então é óbvio que vou experimentar.

Você pode ouvir a versão de rádio desta matéria, clique aqui! Você vai adorar!

Atualização:

O Nostrôvia gentilmente me presenteou com pelmeni e varêniques. Já provei o pelmeni e só tenho elogios. Massinha gostosa e recheio muito saboroso, realmente se sente a carne. Cozinha muito rápido e basta finalizar com manteiga e Dill (sugestão da Olga) para ter um prato delicioso e bem típico da Rússia.